Redação de Correspondências Oficiais


Fala, pessoal!

Um dos itens de português cobrados em concursos que nos tira o sono é Redação de Correspondências Oficiais. É um assunto que contém uma normativa para a criação de documentos oficiais no âmbito da nossa Administração Pública.

Aconselho a leitura do Manual de Redação Oficial do Tribunal de Contas do Distrito Federal (clique aqui para baixá-lo). Há muitos outros como o Manual de Redação da Presidência da República (clique aqui para baixá-lo), porém o primeiro eu achei mais simples e objetivo para uma leitura mais proveitosa, portanto falarei um pouco sobre a Redação de correspondências oficiais com base naquele documento citado.

A estrutura do Manual

O Manual de Redação Oficial do Tribunal de Contas do Distrito Federal contém a seguinte estrutura:

  • Primeira parte: Aspectos gerais da redação oficial;
  • Segunda parte: Atos oficiais do Tribunal; e
  • Terceira parte: Elementos de gramática;

A primeira parte do Manual mostra os aspectos gerais de uma redação oficial, qualidades e características fundamentais da redação oficial, orientações básicas sobre o ato de escrever.

Engana-se quem pensa que as informações ali descritas servem apenas para documentos oficiais. Lendo essa parte, podemos encontrar dicas para nossas redações dissertativas e até formas para escrevermos no nosso dia-a-dia. É um verdadeiro guia de boas práticas para nós seguirmos no momento de escrevermos qualquer texto, mesmo sendo um simples e-mail. Um exemplo: no Manual, há o seguinte trecho:

A eficácia da comunicação oficial depende basicamente do uso de linguagem simples e direta, chegando ao assunto que se deseja expor sem passar, por exemplo, pelos atalhos das fórmulas de refinada cortesia usuais no século passado.

Na minha opinião é isso que devemos procurar atualmente: buscar uma linguagem simples, objetiva e direta.

Um trecho da primeira parte que acredito ser muito importante e é muito cobrado nas questões sobre esse assunto é a impessoalidade ao redigir um documento oficial. Temos que ter em mente que a Administração Pública segue alguns princípios e dentre eles está o principio da impessoalidade. Há no Manual:

Desse modo, não há lugar na redação oficial para impressões pessoais, como as que, por exemplo, constam de uma carta a um amigo, ou de um artigo assinado de jornal, ou mesmo de um texto literário. É importante salientar que o caráter impessoal do texto é mantido pela utilização do verbo na terceira pessoa do singular ou plural, ou ainda na primeira pessoa do plural.

Em resumo, apenas podemos usar três tipos de pessoas gramaticais:

  • Terceira pessoa do singular;
  • Primeira pessoa do plural; e
  • Terceira pessoa do plural.

Muitas vezes já me deparei com questões do CESPE onde o avaliador joga um trecho em que havia um “eu” no meio e existia uma questão posterior perguntando se o trecho era correto de acordo com a redação de correspondências oficiais. Com certeza está errada, pois na Administração Pública não existe o “eu”, não espaço para promoções pessoais.

A segunda parte mostra as estruturas de atos oficiais. É a parte mais importante. Um tipo de questão relativo a essa parte é o CESPE lançar um desfecho de um documento contendo a assinatura, nome e o cargo de um funcionário e pergunta se é um desfecho de ata, ofício, memorando, etc. Alguns documentos precisam de uma finalização assim e outros, não, portanto precisamos ver quais possuem um final dessa forma. Adiantando, são poucos que não aceitam.

A terceira e última parte do Manual nada mais é que uma revisão da nossa gramática (contém regras da gramática antiga que ficará vigente até 2010).

Conclusão

Pessoal, não é um fardo ler esses manuais, pois podemos aproveitar muitas dicas interessantes principalmente para os candidatos que concorrem a cargos que exigem no mínimo uma redação na prova do concurso.

Também as questões desse assunto não são tão difíceis de se fazer, porém precisamos de um mínimo de noção das normas contidas nos manuais de redações oficiais. Uma boa fonte de treinamento é a prova de português feita pelo CESPE para o concurso do DETRAN/DF (http://www.cespe.unb.br/concursos/_antigos/2008/SEPLAGDETRAN2008/) que aconteceu neste ano de 2009. São 20 questões na faixa! 🙂

Valeu, pessoal!

30 comentários em “Redação de Correspondências Oficiais

  1. Olá!
    O próximo concurso da FUNASA conterá uma segunda fase constituída de prova discursiva, que consistirá na redação de uma correspondência oficial. Qual dos dois manuais vc indicaria para eu estudar? O do TCDF ou da Presidência?

    Grato pela dica!

    • Fala, Leibsotnas!

      Eu prefiro o manual do TCDF. Como expliquei no post, a leitura deste é bem simples e objetiva.

      []s

    • TCDF, é claro! Que leitura simples e de fácil degustação.

  2. Olá Rodrigo,

    Me ajude com uma dúvida, como eu identifico no edital se o que será exigida a redação em si, ou questões inerentes ao tema?

    • Fala, Dvorak!

      Meu nome é Rogério! 😀

      Bom, para saber, é necessário vir no edital como veio citado no da ANTAQ.

      O que vem acontecendo é vir questões e não redações nos moldes de correspondências oficiais. Até agora não me deparei com nenhum edital exigindo uma redação assim, apenas questões sobre o tema.

      []s

  3. Desculpe o engano Rogério,

    O caso é a ANTAQ mesmo… Então em geral vem sendo cobradas qustões teóricas e não a redação?

    Obrigado.

  4. Olá! Também vou fazer o concurso da Funasa. E estive olhando sobre as provas já aplicadas em outros concursos desta banca. Observei que eles aplicaram “redações” mesmo. Não foram questões, como foi mencionado anteriormente. Poderia dar mais algumas dicas sobre este tipo de redeção. Desde já obrigada.

    • Oi, Raquel!

      Em relação à redações, nunca peguei uma prova pedindo isso. Como sou da área de TI, quando aparecem esse assunto, vêm sempre questões.

      []s

      • 🙂 que bom… devo ter interpretado errado!! Ufa que alívio. Obrigada!

  5. Eu ainda não entendi direito
    o concurso da FUNASA/nivel intermediario ta pedindo
    redação discursiva de correspondencia oficial?

    • Não faço idéia, Gelci.

      É melhor ver direto no edital da FUNASA.

      []s

  6. meu nome é Rogerio Ferraz tambem tenho interesse em fazer o concurso da funasa entendi que eles vao pedir uma redaçao nos moldes oficiais da presidencia da republica gostaria de ver um modelo só isso , obrigado.

    • Rogério, não tenho um modelo assim como vc está citando. O que posso te indicar é baixar o Manual de Correspondências Oficiais da Presidência da República.

      Como sou da área de TI, para mim, apenas caem questões sobre esse assunto e não redações seguindo os Manuais.

      []s

  7. o edital da funasa diz que sera cobrsda uma redaçao de correspodencia oficial,onde conseguir um modelo de prova

    • Agdo, infelizmente não tenho um modelo de prova assim. Foi o mesmo que respondi ao Rogério Ferraz anteriormente.

      []s

  8. Eu quiz dizer qual instituiçao cespe,fcc.. eu consiga baixar uma prova contendo uma redacao de correspodencia oficial obrigado

    • Agdo, como sou da área de TI, nunca caiu para nós redações nos moldes de uma de correspondência oficial, então não tenho te indicar algo.

      []s

  9. Então…

    Só pra registrar o desespero, mais um procurando modelos de redação.

    FUNASA.

    De qq maneira vou seguir a dica do amigo e ler o manual do TCDF.

    Abraço.

  10. Ei galera em 2006 a banca CESPE cobrou um Oficio na prova de redação, vejam:
    …..
    O Ministério Y decidiu promover um concurso interno para a seleção de um cartaz com ilustração e slogan a ser lançado em campanha envolvendo os empresários da área de informática para fortalecimento do programa de inclusão digital de jovens de baixa renda do país.

    Em face da situação hipotética acima, coloque-se na função de Secretário de Gabinete do Ministério e redija um ofício, com estrutura básica completa, ao chefe da Seção de Divulgação do Ministério, solicitando a divulgação do referido concurso interno. Caso queira assinar seu texto, utilize apenas o nome JOÃO JOSÉ. Ao texto que contenha outra forma de identificação será atribuída nota zero, correspondente à identificação do candidato em local indevido.

    Agora é só treinar com base no Manual da Presidencia.

  11. Boa tarde,
    Gostaria de saber, tratando-se de uma redação oficial, se devemos criar uma rubrica fictícia acima da identificação do ofício para dar mais realidade ao documento, e caso não possa ser feito se a situação se enquadra como anulação de redação.

  12. Nossa adorei artigo ,vc está de parabêns !
    a sensação que tive era de um aula presencial

    • Aciara, obrigado por suas palavras!

      Tentarei sempre fazer o melhor para trazer trabalhos de qualidade.

      []s

  13. eu vou prestar concurso para a ANEEL
    sera que a regra é a mesma, pois não acho nada sobre isso?

    talita

    • Talita, até onde eu sei, essas regras valem para todos os órgãos.

  14. Araujo, vou fazer a prova do Banco do Brasil, construída pela Fundação Cesgranrio, pelo que eu analisei no edital não haverá uma redação para fazer, mas, pode aparecer algumas questões sobre Redações de correspondências ofciais. E eu queria saber quais perguntas possivelmente podem cair na prova direcionado a este assunto.

    Gostei do site, aprendi um pouco, pra quem nunca viu isso. kkkk.

    Abraços e tenha um ótimo dia.

    • Olberdan, não sei de onde do manual a banca pode cobrar. O que expus foi uma visão geral das redações oficiais. Pelo o que vi, as bancas cobram textos tirados ipsi literis dos manuais. Elas não inventam. Então é melhor ter uma visão de principais pontos.

      Valeu! Forte abraço!

  15. Prof Rogério, vou fazer a prova para o Tribunal de Justiça de Rondonia, realizada pela banca CESP, cargo de tecnico judiciario… e o edital pede:
    7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República).
    7.1 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.2 Adequação do formato do texto ao gênero.
    Me sugere alguma prova já aplicada pelo CESPE?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: