APF: Como aprender a criar a tabela de contagem de pontos de função


Galera,

Vejam a seguinte questão que caiu no concurso do BACEN de 2005 para o cargo 2 (Analista de Sistemas):

Considere a tabela abaixo (parcialmente preenchida), para cálculo de pontos de função:

tabelapf

Sabendo que a complexidade funcional (Simples, Média e Complexa) é determinada em função da quantidade de registros e/ou arquivos lógicos e itens de dados referenciados, é correto afirmar que, aos totais atribuídos a Arquivo Lógico Interno, Arquivo de Interface Externa e Entrada Externa, correspondem, respectivamente, as classificações

(A) Complexa, Média e Simples.
(B) Simples, Simples e Complexa.
(C) Simples, Média e Complexa.
(D) Média, Média e Complexa.
(E) Média, Complexa e Simples.

Para respondermos a essa questão, vamos aprender como montar a tabela de uma forma bem simples. Tudo que precisamos saber é a seqüência 3, 4, 5, 6, 7, 10, 15! Não é a seqüência que aparece no seriado Lost (4, 8, 15, 16, 23, 42), mas devemos aprendê-la! 😀

Notem que os primeiros 5 números são seguidos, o que facilita sua absorvição.

De posse dos números, vamos agora montar um pré-tabela antes da tabela de contagem de pontos de função. Ela ficará assim:

imagem

Observem o seguinte:

  1. Criamos sempre a pré-tabela pela ordenação decrescente da seqüência numérica citada;
  2. Para marcação dos valores para ALI (Arquivos Lógicos Internos), começamos de cima para baixo (essa função é a mais importante na contagem de pontos de função e por isso pegam os três maiores números seguidos);
  3. Começamos de cima para baixo também para os valores AIE (Arquivos de Interface Externa), porém iniciamos a partir do segundo maior número e há um salto do valor médio para o mais baixo desse tipo de função;
  4. Para os valores EE (Entrada Externa), SE (Saída Externa) e CE (Consulta Externa), iniciamos de baixo para cima, sendo que as marcações dos valores dessas funções são iguais, divergindo somente a marcação do SE que começa pelo valor 4. Em ambos, há um salto dos seus valores médios para os altos.

Depois de montada a pré-tabela, fica fácil de montar a tabela principal:

tabelapf
Agora é só responder à questão do início do artigo:

  • 7 é o valor para a complexidade funcional simples para ALI;
  • 7 é o valor para a complexidade funcional média para AIE; e
  • 6 é o valor para a complexidade funcional complexa para EE.

Gabarito: C!

Bom, espero que tenha mais ajudado do que atrapalhado no estudo de APF! 😀

[]s

20 comentários em “APF: Como aprender a criar a tabela de contagem de pontos de função

  1. Receitinha de bolo… Quem não gosta?
    Pelo jeito dá pra responder várias questões sabendo isso!
    Não parece que as organizadores cobram um conhecimento muito aprofundado de APF…
    Valeu por mais essa, chefe!

    • Valeu, Virgílio!

      Ainda tenho muitas dicas para mostrar, por enquanto é o tempo que não ajuda, entretanto vou disponibilizando materiais assim que posso.

      Obrigado pela sua atenção para ler meu blog.

      []s

  2. Pingback: Resumo de Análise por Pontos de Função – parte 2 « Blogalê

  3. Show de bola!
    Muito boa essa dica pra montar a tabela Rogério!
    Aquele abraço.

  4. 93!

    Fala aí dr!

    Mão na roda isso, heim!!!

    Mas pra ficar mais fácil de memorizar a tabela eu troquei a ordem do EE com SE….Daí fica uma “escadinha” mais lógica!!!

    Vlw mesmo pela dica!!!!

    93,93/93

  5. Pingback: Criatividade « Blog do Piruca

  6. Já que o foco do seu blog é concursos, legal seu post Rogério.

    Só acho uma pena o pessoal que cria os concursos pedir esse tipo de informação em prova.

    Uma das coisas que o pessoal do BACEN e tantos outros órgãos precisam é de gente capacitada em Análise de Pontos de Função, então resolvem colocar algumas questões de APF. Até aí tudo bem.

    Pra saber de APF precisa entender algumas coisas. Mas pedir a tabela de complexidades e contribuições decorada é uma das coisas mais desnecessárias para verificar o conhecimento de APF de alguém.

    Na prática, no dia-a-dia, você não precisa ter essa informação decorada, você pode até andar com uma tabelinha no bolso (Quase todo mundo tem ou já teve o Guia Rápido da Fatto!).

    O que não pode faltar é conceito básico… Isso o pessoal que faz prova de concursos devia trabalhar um pouquinho mais 😉

    E olha que não é coisa de outro mundo… Algumas perguntas conceituais fáceis de qualquer simulado de CFPS resolveria…

    Boa sorte aos concursandos…

    Abraços

    • Bruno, obrigadão pelo seu feedback. Bom, quanto à forma de cobranças dos concursos, concordo contigo inteiramente. Infelizmente, os examinadores apenas jogam questões de peguinhas que não avaliam bem os candidatos.

      Bem, é a “regra do jogo” e devemos “dançar conforme a música”. É isso que falo para quem me pede conselhos ou para meus alunos.

      []s

      • Sim… e devemos tb, sempre que possível, influenciar 😉

        Tanto eu, quanto seus alunos… quanto quem um dia tiver condições de elaborar uma prova ou bater um papo com os examinadores 😉

        Gde abs.

      • Beleza, Brunão! Acho que esse é o caminho mesmo!

        Forte abraço!

  7. Bom dia…
    Parabéns pela dica.
    Não tenho conhecimento nenhum sobr ponto de função, consegui compreender o seu exemplo porém fiquei com duas dúvidas:
    Sempre irei preencher a tabela igual ao seu exemplo ou pode ter outros preenchimentos?
    Após motar a tabela irei apenas localizar os valores fornecidos pela banca?

    Abraço.

    • Fala, Dumas! Vamos às dúvidas:

      Sempre irei preencher a tabela igual ao seu exemplo ou pode ter outros preenchimentos?
      R. Igual ao exemplo. É o padrão.

      Após montar a tabela irei apenas localizar os valores fornecidos pela banca?
      R. Sim.

      []s

    • Valeu, grande Leonardo! =) Voltando a postar no meu blog!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: